Apple é notificada pelo Procon-SP por iPhones sem carregador

Era questão de tempo: a Apple foi notificada pela Fundação Procon-SP nesta terça-feira (28), e deverá se explicar por vender o iPhone 11, XR e SE sem carregador na caixa. A empresa não vai incluir o adaptador de tomada com o iPhone 12, 12 Mini, 12 Pro e Pro Max quando eles forem lançados no Brasil.

Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP, diz ao Globo “a venda separada do aparelho e do carregador é uma inovação que pode configurar prática abusiva, pois um precisa do outro para ter utilidade”. Ele levanta a possibilidade de que a empresa estaria praticando venda casada.

A Apple tem 72 horas para responder a algumas perguntas do Procon-SP:

  • por que a empresa decidiu vender o iPhone sem o adaptador de tomada na caixa?
  • qual é o preço de um carregador oficial adquirido de forma separada?
  • quanto tempo a bateria leva para ser recarregada com esse carregador?
  • como funcionará a garantia se o cliente adquirir o iPhone e o acessório em datas diferentes?
  • o consumidor pode usar outros carregadores com o iPhone?

Apple vende carregador de iPhone por R$ 219

A Apple já oferece respostas públicas a estes questionamentos. Ela alega que deixou de incluir o carregador na caixa porque seus clientes já possuem milhões de unidades desse acessório. A medida seria “o certo a se fazer” para reduzir a geração de lixo eletrônico e proteger o meio ambiente, não para cortar custos.

Claro, é difícil de acreditar nisso. Os iPhones agora vêm com cabo USB-C, incompatível com o carregador USB-A que acompanhava quase todos os iPhones já lançados (com exceção do 11 Pro e Pro Max). Na França, onde fabricantes são obrigadas a venderem celulares com fone, a Apple preferiu usar duas caixas em vez de uma só embalagem.

Quanto às outras perguntas do Procon-SP: o carregador USB-C oficial de 20 W custa R$ 219 (US$ 19 nos EUA); ele tem garantia contra defeitos de fabricação no prazo de um ano contado a partir da data da compra, assim como todo acessório da marca Apple no Brasil.

Claro, você pode aproveitar outros carregadores. Kaiann Drance, vice-presidente de marketing do iPhone, diz que “ainda é possível usar seus cabos Lightning antigos e qualquer um dos adaptadores de tomada que funcionam… encorajamos você a usá-los também”.

A bateria dos iPhones “foi projetada para manter até 80% da sua capacidade original por 500 ciclos completos de carga”, explica a Apple. A garantia de um ano cobre a troca de uma bateria com defeito.

Fonte: Tecnoblog