MCTI e Ministério Público do Trabalho fecham acordo de cooperação

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) celebraram um acordo de cooperação técnica que prevê a aplicação da ciência e de novas tecnologias para melhorar as condições do ambiente de trabalho no Brasil. O acordo foi assinado pelo ministro Marcos Pontes e pelo procurador-geral do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro, durante solenidade, nesta sexta-feira (19).

“Poderemos colaborar em muitos projetos, trazendo conhecimento e buscando soluções através da ciência para levar mais conforto e melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores brasileiros”, afirmou o ministro Marcos Pontes. De acordo com ele, a ciência, a tecnologia e as inovações são ferramentas transversais que podem ser utilizadas por todas as entidades do Brasil, em especial pelo Ministério Público do Trabalho.

O procurador-geral do Trabalho reforçou que a cooperação vai ajudar a melhorar as condições de vida do trabalhador por meio dos avanços proporcionados pela ciência e tecnologia. “Tenho convicção de que em breve já teremos resultados concretos dessa parceria, que começa hoje com a assinatura deste acordo”, reforçou Alberto Balazeiro.

Um plano de trabalho deverá ser elaborado em até 90 dias pelo MCTI e MPT. Entre as ações previstas pelo acordo de cooperação técnica estão: promover o desenvolvimento e aplicação de tecnologias em temáticas ligadas à saúde, à segurança do trabalho e à prevenção de acidentes; aplicação de tecnologias para melhoria da qualidade do trabalho de pessoas com deficiência; promover estudos técnicos para subsidiar formulação de políticas públicas, tomada de decisões e publicações técnicas relacionadas ao campo da saúde e segurança do trabalho.

A solenidade de assinatura do acordo, na sede do MCTI, contou com a participação do secretário-executivo Leonidas Medeiros; secretário de Empreendedorismo e Inovação, Paulo Alvim; secretário de Pesquisa e Formação Científica, Marcelo Morales; e do procurador do trabalho e secretário de Relações Institucionais do MPT, Marcio Amazonas.

Fonte: Governo Federal